terça-feira, 10 de setembro de 2013

Resolva sete danos provocados pela depilação das axila


A pele das axilas é muito sensível, característica que se acentua ainda mais pela depilação frequente da região. Seja qual for o método, do laser à cera quente, a resposta à agressão se revela em manchas, pelos encravados, mau cheiro, ressecamento, alergias, irritações e até assaduras. O problema se agrava ainda mais quanto o clima esquenta e, mesmo com a pele mais irritada, você insiste em depilar. "A hidratação é fundamental para evitar que o problema fique ainda pior", afirma o dermatologista Claudio Mutti, da Sociedade Internacional de Medicina Estética. Além deste cuidado, existem outros específicos para cada inconveniente, veja quais são eles e mantenha as axilas em dia.


Ressecamento

A depilação seja com cera ou lâmina provoca uma espécie de agressão na pele das axilas e pode deixar a região mais áspera e ressecada. Para evitar o problema, a hidratação precisa ser um ritual diário.

A solução:
Como é difícil se lembrar de passar hidratantes nas axilas, o ideal é procurar desodorantes antitranspirantes que já ofereçam este benefício - recentemente, fórmulas com ingredientes naturais menos agressivos, à base de minerais do mar Morto têm se destacado pelo poder hidratante que oferecem.

Se, mesmo assim, você sentir um incômodo, aplique hidratantes com efeito calmante ou produtos para pele sensível. "O uso de água termal é uma opção para recuperar a hidratação da pele", afirma a dermatologista Maria Paula Del Nero, diretora da clínica Healthy. O efeito mágico do produto também está associado à presença de minerais na fórmula, reunidos eles ajudam na recomposição das células.


Manchas

As manchas que aparecem após a depilação são causadas pelo aumento da produção de melanina, um processo conhecido por hipercromia pós-inflamatória. "A depilação com cera provoca uma tração que acaba agredindo a pele, quando isso é feito repetidamente, as manchas formadas no local são difíceis de remover", afirma o dermatologista Claudio Mutti. O mesmo ocorre com as lâminas, que provocam um micro trauma ao retirar a camada natural de oleosidade que protege a pele.

A solução:
"Se as manchas já incomodam, é preciso consultar um dermatologista e pedir a recomendação de cremes clareadores sem ácidos agressivos, ou seja, sem estímulo à renovação celular", afirma a Daniela Landim, especialista em Laser e medicina Estética. Logo após a depilação, o ideal é só lavar com água e sabonete antisséptico, prevenindo a proliferação de bactérias e fungos nas dobras do corpo (regiões quentes e úmidas).

A depilação a laser é o método mais indicado para evitar as manchas escuras. "É muito importante evitar o uso de desodorantes com álcool em sua formulação, antes e depois de passar pelo procedimento", afirma a esteticista Ana Paula Mesquita Correa, da clínica A Nova, em Belo Horizonte.


Pelos encravados

O encravamento do pelo ocorre quando o poro por onde ele sai fica obstruído, e o pelo não consegue romper a pele. No local, aparece uma lesão avermelhada, inflamada, chamada de foliculite.

A solução:
Para evitar os pelos encravados, a depilação a laser é unânime entre os especialistas consultados. Como o método ainda não é acessível para todos, em função do preço alto, a maioria indica a esfoliação como solução para o problema, mas com algumas ressalvas.

O dermatologista Claudio adverte que a esfoliação só pode ser feita se não houver processo inflamatório local, do contrário outros micro-organismos podem surgir, a exemplo de bactérias e fungos. ?Pode-se usar uma mistura de aveia e mel para esfoliar e, também, hidratantes e desodorantes para peles sensíveis?.


Mau cheiro

O dermatologista Claudio Mutti explica que o mau cheiro das axilas pode aparecer por conta dos processos inflamatórios ou infecciosos ocasionados após a depilação. Esses processos facilitam o aparecimento de micro-organismos que liberam as toxinas com mau cheiro - o odor é semelhante àquele provocado pelo suor excessivo.

A solução:
"Evite o uso de roupas sintéticas, elas retêm a transpiração e colaboram para o aumento de bactérias que causam o mau cheiro". A dermatologista Daniela Landim aconselha o uso de sabonete antisséptico à base de triclosano (2%) para uma higiene mais rigorosa. Além de manter a axila bem limpa e usar desodorantes que não agridem a pele, pomadas com antibiótico ajudam quem sofre com inflamações frequentes.


Alergias

Também conhecida como dermatite de contato, a alergia é resultado da reação da pele às substâncias químicas presentes em alguns cosméticos.

A solução:
Se o problema não for grave, desaparece apenas com o uso regular de produtos especiais para peles sensíveis e cuidados com a depilação, descartando a cera ou a lâmina logo após o uso?, afirma o dermatologista Claudio Mutti. Os perfumes também precisam ser evitados depois da depilação nas axilas.


Irritação

É natural que a pele fique irritada e avermelhada após a depilação. Afinal, a pele da região sofreu traumas em decorrência das puxadas com a cera ou até mesmo do atrito com a lâmina.

A solução:
Fazer compressas geladas no local, por cerca de cinco minutos, ajudam a reverter o quadro. "Você pode colocar as pedras de gelo dentro de uma bexiga ou molhar algumas gazes na água gelada para diminuir a irritação", afirma a dermatologista Daniela Landim. Produtos para pele sensível, como hidratantes, sabonetes e até desodorantes com ativos naturais hidratantes também são bem-vindos. A aplicação de água termal é outra dica para recuperar a hidratação da pele a partir de agentes minerais.


Assaduras

As assaduras podem acontecer após a depilação, seja pela agressão do procedimento ou pelo atrito da própria pele ou da pele com as costuras de tecido.

A solução:
A dermatologista Daniela Landim garante que a proteção física é o melhor remédio para as assaduras. "As pomadas de assadura com óxido de zinco são ideais para o dano." Cremes antialérgicos à base de corticoides são indicados nos casos mais graves, mas também é necessário dispensar roupas sintéticas e não usar duas vezes a mesma blusa, evitando a proliferação de bactérias e fungos na região das axilas.

Quem quiser comprar nossos produtos acesse:
www.artvitta.com - Despigmentante de axilas 
www.artvitta.com - Desodorante anti transpirante redutor de pelos

Fonte: www.minhavida.uol.com.br/beleza

Patricia