quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Conheça o WHEY PROTEIN


 Whey protein: quem pode consumir?


          Se você acredita que o suplemento é válido somente para atletas, é melhor rever seus conceitos. A nutricionista Geórgia Bachi, em seu livro "Dieta com Whey Protein" garante que ele pode ser usado por qualquer pessoa.

          Ao fornecer muito mais benefícios do que se pode imaginar, a whey protein, proteína do soro do leite, não é indicada apenas para os praticantes de atividades físicas.

          Crianças, idosos e gestantes também podem fazer uso desse suplemento alimentar. Isso porque possui uma alta concentração de nutrientes, como proteínas, carboidratos, cálcio, fósforo, selênio, magnésio, potássio, zinco, vitaminas B2 e B12, todos fundamentais para a manutenção da saúde.



                                    


          O discurso de que só atletas podem consumi-los é apenas um mito, que começou a ser desconstruído na década de 70, quando estudos comprovaram sua eficácia no tratamento de certas doenças, como a putrefação intestinal. Desde então, a whey protein passou a ser integrada às dietas nutricionais, descobrindo-se mais tarde sua importância no crescimento e construção de tecidos como cabelo, pele, unha e músculo. A proteína do soro do leite não é apenas um nutriente e sim um alimento completo, seu alto valor biológico atua nas funções corpóreas, por exemplo, reduzindo a pressão arterial e fortalecendo o sistema imunológico.

          Em seu livro "Dieta com whey protein", a nutricionista esportiva Geórgia Bachi ressalta que as pessoas que consomem essa proteína do leite, independentemente se malham, treinam ou praticam esportes, garantem uma vida mais equilibrada e imune a doenças. Ou seja: a opção por consumir a whey protein aumenta a qualidade e a expectativa de vida.


          Geórgia também entra em um assunto polêmico, colocando-se a favor do consumo do soro de leite desde a infância. Ela, inclusive, dá dicas para inserir a suplementação na vida dos pequenos, como trocar o achocolatado em pó pela whey protein sabor chocolate, na mesma proporção, ou substituir biscoitos recheados por barras proteicas, que fornecem muito mais nutrientes.

           Para os adultos, a especialista aconselha a ingestão do whey em pó, que é a sua forma mais comercializada e mais fácil de encontrar. Em qualquer uma de suas versões (isolada, hidrolisada ou concentrada), é possível acrescentá-la em receitas domésticas como shakes e bolos. A whey concentrada vem com 35% a 80% de proteína, sendo que a restante de sua composição é de carboidrato e gordura.

          Na forma isolada, o suplemento em pó tem concentração de proteína superior a 90%, é praticamente nulo de gordura e carboidrato e promove uma absorção mais rápida. A terceira e última opção, a whey hidrolisada, é a mais nobre, pois passa por um processo de hidrólise, em que a proteína é pré-digerida, resultando em aminoácidos livres, prontos para o organismo utilizar.

          Só não esqueça que uma dieta com whey não tem efeito milagroso, é preciso conciliá-la a uma alimentação equilibrada e à prática de exercícios físicos.

Fonte: Vila Mulher grupo E-mídia - Pharmaceutical Acessoria

www.artvitta.com.br