terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Veja qual é a segunda melhor atitude para você se sentir bem em 5 situações




Você sabe o que fazer para se sentir bem. 
Porém nem sempre é possível cumprir a rotina de
beleza e saúde. Calma. Desvendamos como se aproximar ao máximo do aconselhado por especialistas.


Situação: você não tem o costume de beber água.

PRÓXIMO PASSO: a água é essencial para o bom funcionamento do organismo e tem inúmeras funções, entre elas, eliminar as toxinas, hidratar a pele e o cabelo e melhorar o desempenho do rim e do intestino. Se você é daquelas que custam a lembrar de tomá-la, em doses distribuídas ao longo do dia, invista na ingestão de alimentos ricos nesse líquido. "Maçã, morango, uva, laranja e pera possuem entre 80 e 90% de água na composição. Melancia, brócolis, tomate, alface e espinafre ultrapassam 90%", fala a nutricionista Viviane Cacioli Rodrigues, da Vianutri Consultoria.

MAIS OPÇÕES: arroz integral (70%), clara de ovo (75%) e filé de abadejo (71%). Aproveite o calor e saboreie um delicioso picolé de frutas (à base de água, claro) no lanche da tarde.

AINDA MELHOR: a maioria dos brasileiros consome mais que o dobro da quantidade de sódio recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e é a água a responsável por mandar esse excesso embora. Mas, se manter uma garrafinha na mesa de trabalho (ainda) não é um hábito, aposte em boas fontes de potássio, magnésio e vitamina B6, que, mesmo indiretamente, atuam na excreção de sódio. Segundo Viviane, eles são encontrados em amêndoas e castanhas, vegetais verde-escuros, banana, quinoa, batata-inglesa, aveia e atum.



Situação: você não usa fio dental diariamente.

PRÓXIMO PASSO: recorra a uma escova dental elétrica. Ela é mais eficiente que a manual para eliminar um dos danos causados pela falta de uso do fio dental, o desenvolvimento da placa bacteriana. Os movimentos oscilante, rotatório e pulsante ajudam a remover a intrusa. Mas atenção: pular essa etapa da higiene bucal traz consequências nada agradáveis em curto e longo prazo. "Aumenta a possibilidade da formação de cáries entre os dentes e o desenvolvimento da gengivite, que, com o passar do tempo, pode levar à perda dentária", afirma o dentista William Frossard, coordenador da pós-graduação em prótese dentária clínica da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro).
AINDA MELHOR: ao menos uma vez por semana, dedique-se a usar fio dental corretamente em todos os dentes. Passe-o na fresta entre dois dentes e faça movimentos de vai e vem, esfregando-o nas faces de um deles, e de cima para baixo, encostando na gengiva. "Utilize um pedaço limpo de fio dental para cada dente", alerta Frossard. Dessa maneira, você evita levar micróbios de um lugar para o outro.



Situação: você não consegue limpar o rosto antes de ir para a cama.

PRÓXIMO PASSO: invista em lenços de limpeza que, além da sujeira, também removam a maquiagem. "As impurezas e a oleosidade acumuladas durante o dia formam uma camada prejudicial para a pele. Quando ela não é retirada à noite, a renovação celular que ocorre nesse período é totalmente comprometida", explica o dermatologista Marcelo Bellini, consultor de WH. O resultado? Poros obstruídos, excesso de sebo e aceleração do envelhecimento cutâneo.

FIQUE LONGE: dos lenços umedecidos para bebê. Apesar de delicados, eles não contêm ingredientes específicos para a higiene da pele do rosto e, muito menos, para tirar resquícios de maquiagem.

AINDA MELHOR: capriche na limpeza pela manhã. Para eliminar o mix de resíduos que a pele ganhou, você precisará de um limpador mais potente que o usual. Que tal um produto esfoliante, que leva embora até mesmo as células mortas? Mas não precisa esfregá-lo com muita força. Faça movimentos circulares e uma leve pressão com a ponta dos dedos, espalhando a fórmula por todo o rosto.


Situação: você não dormiu o suficiente.

PRÓXIMO PASSO: para manter-se acordada depois de uma noite maldormida, apele para a cafeína. No entanto, em vez de tomar uma xícara grande de café de uma vez, consuma doses menores, a cada duas horas. Isso porque a substância age rápido no organismo, mas sua presença se reduz à metade em cerca de três horas. Repondo antes desse período, você se mantém alerta por mais tempo. "A necessidade de sono tem características individuais. Porém, em média, um adulto precisa de sete horas e meia de sono", esclarece a neurologista Andrea Bacelar, vice-presidente da Associação Brasileira do Sono. A privação desse descanso, além de cansaço, gera lentidão do raciocínio, dificuldade de concentração, perda da memória e maior chance de ter depressão.

AINDA MELHOR: mesmo que você durma menos que sete horas e meia, crie uma rotina, indo para a cama e acordando sempre nos mesmos horários. A doutora Andrea dá algumas dicas para estimular o sono: "Não cochile durante o dia, mantenha o quarto escuro e em silêncio, evite o uso regular de tranquilizantes para dormir e não controle as horas no relógio quando for deitar para não aumentar a ansiedade".



Situação: você não quer largar o hábito de usar salto alto.

PRÓXIMO PASSO: faça alongamentos todos os dias! Tente este exercício: fique de frente para uma parede, estique os braços e apoie as mãos nela. Dê um passo para trás com um dos pés, até sentir a panturrilha alongar (o calcanhar deve ficar apoiado no chão). Segure por 90 segundos e repita com o outro pé. "Os saltos colocam os pés em uma posição conhecida como flexão-plantar, na qual o peso do corpo é desviado para a ponta dos pés. Com isso, os músculos do posterior da coxa se encurtam e os tendões se retraem, causando dores até nas costas", explica o ortopedista Caio Nery, especialista em cirurgia do pé, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

AINDA MELHOR: embora o indicado seja usar saltos com, no máximo, 3,5 cm de altura, cada centímetro que conseguir diminuir no sapato do dia a dia ajuda a evitar dores. "Reserve os mais altos para ocasiões especiais e procure alternar os sapatos de um dia para o outro", recomenda Nery.

Fonte: Revista Womens Health.
www.artvitta.com.br